segunda-feira, 17 de maio de 2010

Secretariado cria empresa de consultoria

Os acadêmicos do curso de secretariado executivo trilíngue criaram a Consultoria em Assessoramento Executivo (Conset Jr). A missão da empresa é atender a comunidade acadêmica e a sociedade maringaense, prestando serviços de qualidade e contribuindo para o crescimento da universidade.

A Conset Jr presta consultoria em gestão documental, eventos, assessoria linguística e acompanhamento externo em negociações. Outras informações pelo telefone 3011-4921, e-mail: contato@consetjunior.com.br ou no site: www.consetjunior.com.br.

Palestra sobre "Sexualiade Feminina", dia 18, 19 horas, na ACIM

Prêmio Fernão Mendes Pinto (Edição 2010)

O Prêmio Fernão Mendes Pinto destina-se a premiar anualmente uma tese de mestrado ou doutoramento que contribua para a aproximação das comunidades de língua portuguesa, defendida durante o ano civil anterior.

As propostas deverão ser apresentadas por Universidades ou Institutos de Investigação Científica de países de língua portuguesa e deverão dar entrada na AULP até ao dia 30 de Maio de 2010.

Para maiores informações, acesse: www.aulp.org



Câmpus da UEM em Ivaiporã


O governador Orlando Pessuti assinou, nesta sexta-feira (14), o decreto que autoriza a criação de um campus da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no município de Ivaiporã, região do Vale do Ivaí. "Este campus é um sonho antigo de toda região e vai possibilitar o ensino público, gratuito e de qualidade para todos que moram no Vale do Ivaí e que por diversas razões não podiam sair para estudar", afirmou o governador.


Com as disciplinas de História, Educação Física e Serviço Social o campus de Ivaiporã deve iniciar suas aulas já no segundo semestre deste ano. De acordo com o reitor da UEM, Décio Sperandio, a universidade possui hoje 52 cursos de graduação, 31 de mestrado e 17 de doutorado. "Desde 2005 trabalhávamos na estruturação desse campus, que vai iniciar ainda este ano seus trabalhos. É uma grande conquista para toda a universidade e para a região do Vale do Ivaí”, disse o reitor.


Continue lendo aqui

Lançamento de livro

sábado, 15 de maio de 2010

A publicidade e o consumo infantil, por Clóvis de Barros Filho

A oportunidade de poder falar de um tema tão delicado me é muito cara. A questão da publicidade voltada ao público infantil e do consumo dessa faixa etária é uma preocupação pessoal de longa data. Bastante reforçada, reconheço, pela existência que tanto me orgulha de minha filha, hoje com seis anos. O que preocupa a mim, e acredito ser o mesmo motivo que preocupa os outros pais, é ver minha filha completamente imersa em um mundo fantástico de possibilidades de consumo que lhe é apresentado como maravilhoso. Desde sempre, encontramos no discurso do marketing a grande missão de encontrar e satisfazer as necessidades das pessoas. Trabalho benevolente, salvador. O que seria de nós sem essas sedutoras soluções? Então, cabe a pergunta: quais as necessidades das crianças? Diversão? Fantasia? Certamente. Educação? Amor? Saúde? Sem dúvida. E mais tantas outras que não poderíamos citar sem deixar este artigo longo demais. Mas, será mesmo que são essas as necessidades que impulsionam a gigantesca e bilionária indústria (US$ ou R$ 130bi/ano no Brasil) que tanto preza nossas crianças? 80% da publicidade de alimentos voltada às crianças é de produtos com alto teor de gordura, muito calóricos, pobres em nutrientes. Temos aí um forte indício de que não são estes, acima, os principais fatores motivadores da atuação da indústria no mundo infantil.

A necessidade de acumulação de capital constante fez com que as empresas subitamente tivessem que diversificar seus clientes. Lembremos, por exemplo, o recente lançamento de uma empresa de cosméticos de um creme anti-rugas para pessoas de 25 anos. O mesmo é válido para crianças. As empresas, em sua fúria pelo lucro cada vez mais ampliado, viram nesse público uma grande oportunidade. Necessidade do lucro. Irrefreável. O único motor das empresas. O único fator capaz de movimentá-las em um sentido, e de parar qualquer atividade, se não acontecer. Mas a pergunta que fica no ar é: como ela faz isso? Pela publicidade, que deixou há muito tempo de ter um discurso objetivo. Deixou de tentar convencer. Não estimula mais o logos, a razão. Passou a seduzir. Mexer com as emoções mais primárias. Quanto menos palavras, melhor.

Mas, a publicidade seduz para quê? Por que invocar e estimular as mais primitivas estruturas do inconsciente? Por um simples motivo: é ali que se encontra a maior fragilidade da nossa psique. É por esse caminho que se consegue uma compra por impulso, sem passar pelo crivo da razão, que certamente imporia barreiras lógicas difíceis de serem transpostas por um discurso que pretende criar uma realidade alternativa, melhor forma de vender um produto. Conheço uma excelente psiquiatra que conseguiu reduzir a compulsão de uma de suas pacientes pedindo que realizasse o simples gesto de dar uma volta no andar do shopping antes de comprar qualquer coisa. A conta do cartão de crédito que chegava ao salário de um juiz diminuiu 75%. Perceba que ali não havia uma decisão racional de compra, mas sim o impulso, o desejo, ambos vindos do inconsciente.

Continue lendo o artigo

Comunidade na UEM


Termina, na próxima terça-feira (18), às 12 horas, o prazo para que movimentos sociais e organizações não governamentais requisitem à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura espaço físico (estande) no evento UEM e Comunidade, a ser realizado no dia 23 deste mês, no câmpus da Universidade Estadual de Maringá. No mesmo dia e horário termina o prazo para solicitar espaço visando a fazer apresentações culturais no evento. O contato também é a PEC, organizadora do evento, também conhecido por UEM nos Bairros. O UEM nos Bairros marca as comemorações do aniversário de 40 anos da Universidade e terá como tema Comunidade na Universidade. As atividades serão desenvolvidas das 10 às 17 horas, no câmpus sede (estacionamento paralelo a Rua Lauro Werneck).

A programação inclui atividades culturais, recreativas e de orientações à população, como na área da saúde. O evento vai contar com a participação de médicos, dentistas e professores da UEM, com trabalhos de prevenção e esclarecimentos à comunidade das causas de várias doenças. Serão repassados ainda conhecimentos sobre a conscientização e cidadania, saúde, ambiental, empreendedorismo, entre outros. Professores e acadêmicos do Curso de Direito, e advogados esclarecerão dúvidas sobre a Lei Maria da Penha.

Ao longo do dia estão programadas pequenas excursões pelo câmpus, com monitores, distribuição de mapas da instituição e estandes dos institutos ligados à Universidade.

A pró-reitora de Extensão e Cultura da UEM, Wania Rezende Silva, esclarece que esta edição visa agrupar todos os participantes do projeto no câmpus, em um grande evento, e deve reunir diversos grupos da instituição, como Teatro Universitário (TUM), a Oficina de Dança, a Orquestra, a Escola da Música, a Unitrabalho, as Incubadoras, o Instituto de Línguas (ILG) e o Instituto de Estudos Japoneses (IEJ), o Museu da Bacia do Paraná (MBP), o Museu Dinâmico Interdisciplinar (MUDI), projetos de extensão e cultura permanentes, programas e serviços oferecidos pela instituição. Além da participação da comunidade externa.

terça-feira, 11 de maio de 2010

UEM 40 ANOS



Maringá tinha apenas 23 anos de fundação quando o governador, Paulo Pimentel, assinou, no dia 28 de janeiro de 1970, o Decreto Lei criando a Universidade Estadual de Maringá. Em 11 de maio de 1976, quando Maringá acabava de completar 29 anos, outro decreto era publicado, agora pelo Governo Federal. Era o decreto de reconhecimento da Instituição Passados quatro décadas, a UEM reconta sua história e comemora as conquistas acumuladas ao longo desses anos.

Para quem não sabe, a Instituição foi criada a partir de três faculdades isoladas – Faculdade Estadual de Ciências Econômicas, Faculdade de Direito e Faculdade de Filosofia – e do Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas.

Nos idos de 1967, esses três estabelecimentos estaduais de ensino superior de Maringá ofereciam, no total, sete cursos e já concentravam grande número de acadêmicos. E, nos bastidores, as conversas em torno da fusão das faculdades já começavam a tomar corpo.

Continue lendo aqui

UEM 40 ANOS

Hoje a Universidade Estadual de Maringá comemora 40 anos de história. Em homenagem, segue abaixo algumas fotos antigas. As fotografias fazem parte do acervo da UEM e do fotógrafo Antônio Carlos Locatelli.

Inauguração do Museu da Bacia do Paraná no Campus da UEM

14 de abril de 1984


Inscrições para Mostras Competitivas do Comunicurtas estão abertas.


As inscrições para as Mostras Competitivas do Comunicurtas, o Festival Audiovisual de Campina Grande – PB, começaram no dia 25 de março e se estendem até o dia 05 de junho de 2010. O regulamento da competição e a ficha de inscrição se encontram no site www.comunicurtas.com.br. Dentre as Mostras estão:

Mostra Competitiva Tropeiros da Borborema: serão aceitos vídeos produzidos por realizadores naturalizados paraibanos, filmes rodados na Paraíba de até 20 minutos.

Mostra Competitiva Brasil: Para trabalhos de até 20 minutos produzidos em qualquer estado do país. Mostra Competitiva Estalo: Para trabalhos de até um minuto de duração produzidos por realizadores naturalizados paraibanos. Mostra Competitiva A idéia é... : Está aberta a todos os profissionais, estudantes e agências publicitárias da Paraíba. Mostra Competitiva Tropeiros do Telejornalismo: serão aceitas tele-reportagens com até 5 minutos de duração, abordando qualquer conteúdo.

O Comunicurtas incentiva produções cinematográficas regionais e nacionais, bem como as produções televisivas e de agências de publicidade e propaganda do Estado da Paraíba. Todas as produções participantes das Mostras Competitivas concorrem ao Prêmio Machado Bittencourt.

O Festival, em sua quinta edição, homenageia o diretor de fotografia paraibano, João Carlos Beltrão, grande referência para a nova geração de cineastas paraibanos. João receberá o prêmio Machado Bittencourt em reconhecimento a sua obra e pela contribuição que tem dado ao audiovisual no Estado.

Este ano, o Comunicurtas será realizado no período de 23 a 27 de agosto. O Festival é uma realização UEPB – DECOM – CCSA e conta com o apoio do Moinho de Cinema da PB e do SESC – Centro

Educação em ambiente hospitalar é tema de seminário

A Universidade Estadual de Maringá promove o II Seminário de Práticas Educativas e Conquistas Coletivas em Ambiente Hospitalar de 17 deste mês a 8 de junho. O objetivo é refletir sobre o processo educativo em ambiente hospitalar. O evento pretende capacitar novos integrantes para o projeto de extensão Intervenção Pedagógica junto à Criança Hospitalizada e promover reflexão sobre a educação em espaços não escolares.

Durante cinco dias serão explorados os seguintes temas: Conceituando o Campo da Pedagogia Hospitalar; Práticas Educativas com Arte e Literatura em Ambiente Hospitalar; Vivências Hospitalares e Procedimentos Técnicos; Falando sobre Inclusão e Políticas Públicas no Ambiente Hospitalar; e Fazendo Fantoches.

O seminário, coordenado pelas professoras Celma Rodriguero e Marta Chaves, recebe inscrições até sexta-feira (14), pelo site www.dtp.uem.br, a uma taxa de R$ 10,00. Outras informações na secretaria do Departamento de Teoria e Prática da Educação, bloco I-12, fone 9953-2401, e-mail crbrodriguero@uem.

Abertas as inscrições para o 3º Acorde Universitário


Estão abertas as inscrições para o 3º Acorde Universitário - Festival Universitário de Música Popular Brasileira de Maringá, que será realizado nos dias 05 e 06 de agosto, no Oficina Teatro da UEM. As inscrições vão até 20 julho pelo site da Diretoria de Cultura da Universidade (DCU).
Podem se inscrever somente pessoas ligadas a uma das instituições de ensino superior de Maringá. Cumprido esse requisito, qualquer categoria pode inscrever sua música. Seja professor, aluno ou funcionário da instituição.
Os inscritos passarão por uma seleção, na qual serão classificadas as 30 melhores músicas, que serão apresentadas durante o Festival, entre os dias 6 e 8 de agosto, no Oficina de Teatro da UEM.
Para esta edição do Acorde Universitário, a premiação chega ao total de R$ 7 mil em dinheiro, a ser distribuído entre várias categorias. A música vencedora levará R$ 2,5 mil.
Para conferir o regulamento do Acorde acesse o website www.uem.br/pec/dcu, link “Agenda Cultural”. As inscrições serão aceitas pelo endereço eletrônico: acordeuniversitario3@yahoo.com.br. Outras informações na Diretoria de Cultura da UEM, fones (44) 3011-3878 e 3011-3880.
O objetivo do Acorde é valorizar a música brasileira nas suas diversas vertentes, seus compositores e intérpretes, no âmbito dos seus diversos campus e das demais Instituições de Ensino Superior com sede em Maringá, além de promover a diversificação e o acesso a cultura para toda a comunidade universitária de Maringá.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Meu diário

Entre os dias 06 a 08 de maio participei de mais um curso de formação profissional, desta vez foi na área de Marketing Político e Direito Eleitoral. O curso foi promovido pelo jornalista Gustavo Fleury, em Piracicaba.


Embora seja um tema novo nos meus estudos, percebi que foi bem proveitoso. Muita coisa eu fiquei “boiando”, confesso! Isso se deve pela minha inexperiência na área, sempre trabalhei como Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Nova Esperança (como estagiária), Arquidiocese de Maringá (já como profissional) e agora, na Assessoria de Comunicação da Universidade Estadual de Maringá. A experiência na "Política" mais intensa foi ao longo dos meus 5 anos a frente da coordenação da Pastoral da Juventude (PJ). Mas nada foi tão intenso quanto este curso.. aprendi muito!!!

Deste curso pude esclarecer muitas dúvidas que tinha a respeito, principalmente no que se refere a Direito Eleitoral. Uma coisa é ler Lei, Artigos... outra coisa, completamente diferente, é aprender de alguém que tem propriedade.


Bom, chega de “blá, blá, blá...” ao longo da semana eu vou publicando aqui no blog algumas informações, textos, artigos... sobre tudo que aprendemos nestes dias.
Tenha todos uma linda semana!
Beijos

Prêmio Roquette-Pinto - I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos.

A Associação das Rádios Públicas do Brasil (ARPUB) abre inscrições a partir do dia 01 de abril para o Prêmio Roquette-Pinto - I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos. A iniciativa é realizada pela primeira vez no país e conta com a parceria do Ministério da Cultura, através do Programa Nacional de Apoio à Cultura e com patrocínio da PETROBRAS. O concurso tem como objetivo apoiar a produção independente de obras radiofônicas e estimular a diversidade regional na produção de programas de rádio. A Comissão de Seleção será composta por 8 (oito) membros e constituída por especialistas na atividade radiofônica, designados pela ARPUB e pelo Ministério da Cultura.


Inscrições: As inscrições estarão abertas no período de 01 de abril a 14 de maio de 2010. Poderão participar do concurso rádios públicas, educativas, culturais, comunitárias e universitárias, devidamente registradas junto ao Ministério das Comunicações, bem como entidades culturais sem fins lucrativos, produtoras independentes e instituições de ensino públicas e privadas.


Clique aqui para fazer o download do Regulamento.


Serão selecionados 40 (quarenta) projetos de programas radiofônicos, contendo cada um deles seis horas de conteúdo, distribuídos por todas as regiões brasileiras, nas seguintes categorias: rádio-documentário; rádio-dramaturgia; programas infanto-juvenis; rádio-arte ou experimentações sonoras.


A lista dos projetos selecionados no I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos e aptos ao recebimento do prêmio será divulgada a partir do dia 14 de junho de 2010. A divulgação será veiculada no site da ARPUB (www.arpub.org.br).